Sobre o pálido ponto azul.

Sobre o pálido ponto azul.
"Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, "superastros", "líderes supremos", todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali - num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (...)" Carl Sagan

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Os 17 piores tipos de "homens" que me abordaram entre setembro e outubro!

Abaixo estão os 13 piores contatos que recebi nos últimos dias. Os mais imbecis, para ser bem direta.

Tenho uma legião de "haters" me perseguindo, pois não aceitam a minha postura enquanto cortesã.
São homens da pior qualidade: são machistas, são misóginos, são burros, são toscos. Enfim, são bípedes circunstanciais.

Eu escolhi esta profissão porque gosto de sexo. Logo, se um cidadão crê que eu não posso escolher com quem ter um encontro sexual, pela educação, abordagem e aparência, apenas pelo fato de eu ser uma acompanhante de luxo, este ser precisa atualizar os seus conceitos de empoderamento feminino e, claro, de gosto por sexo e por homens. Homens de verdade, homens educados, gentis, politizados e cavalheiros.

Sei que existe uma legião de mulheres afoitas por dinheiro e com fetiche em exibicionismo solta nas redes sociais e em sites de todo o Brasil.
Eu não sou uma delas.

Mas, os que me cativam e conquistam, jamais se arrependem.
Eu disse: os que me cativam.
E isso, ah, isso não é para qualquer um! 
Os outros? 
Os que eu não chamo nem de "homem" ou de "gente"? 
Estes tem mais é que me odiar, porque ódio de criatura machista e burra, para mim, é uma dádiva!

Boa leitura!

1- Começamos pela "triste história" do moço que, em pleno 2017, ainda acredita nos 3 "Bs": bom, bonito e barato!
Faz-me rir!
Não pode pagar, meu caro? Fica na sua, sai à francesa, falar de seu fetiche para mim se você não pode bancar a minha hora só me causa um sentimento com 5 letrinhas: R-A-N-Ç-O!


2- Como me fazer "pegar nojo" em 2 passinhos:

Passo 1- me chame sem sequer saber se terá tempo para um encontro. Me chame para me elogiar, ou seja, jogar palavras ao vento, porque eu sei quem sou e não preciso de elogios de pessoa alguma: tenho um cérebro na cabeça e espelho em casa! Ah, também chame de "mato-grossense" uma gaúcha que morou 3 anos no MT e demonstre o quão bem (mal) informado você é, apesar de afirmar, a seguir, que leu matéria sobre mim no G1 e Uol.


Passo 2: me chame novamente, depois de mais um mês, sem ter certeza de seus horários, upois você quer "vê se dá" para marcar um encontro. De quebra, peça para mim se eu sou "tudo" o que falam de bom e depois diga o valor da hora e afirme/pergunte sobre detalhes que estão no meu site e em cada narrativa no meu diário. Ah! Não deixe de deixar explícito que você se acha o único advogado de Cuiabá/MT que já me abordou. (Ha-Ha-Ha!)


 Agora, receba uma resposta, começando pelo fato "óbvio" de que tudo o que falam de mim é lorota de homem que transou comigo, pagou e, de "tão" descontente que estava, resolveu "inventar" sobre o quão fogosa e gostosa eu sou! Aham, podes crer! (Na verdade eu sou feia, frígida e cheia de mimimi, nem gosto de sexo, exatamente por isso eu resolvi me tornar acompanhante após 12 anos de advocacia! Eu tenho nojo de sexo, éca! Cruzes, Deusmelivre!).


E, por fim, seja bloqueado com sucesso! Porque eu prefiro perder dinheiro a pisotear na minha dignidade suportando homem que eu defino numa única palavra: idiota!

3- Sobre o cidadão de ego inflado que, mesmo sem diferenciar "mas" de "mais" crê que "pode conquistar a minha amizade acima de qualquer coisa": como se eu quisesse fazer amigos humanos! 

Tenho pai, minha mãe e melhor amiga na mesma pessoa, 3 tias maternas que são "extensões" da minha mãe e são minhas amigas do peito, dois gatos lindos, muitos livros lidos e outros me "aguardando", amigos virtuais intelectualmente privilegiados e admiráveis, ou seja: eu não procuro amizades na vida! E, se fizer amizades novas, certamente não é com o tipo de macho que entra no meu site, pega o meu número e me chama no WhatsApp para interromper os "nadas" que tenho para fazer numa sexta-feira com elogios desnecessários. 

Eu também tenho consciência sobre meu Q.I., aparência e etc.: não preciso e não quero massagem no ego! 





4- Aquele momento em que você se arrepende amargamente por ter pegado no sono sem colocar o celular no silencioso! (Deduzo que, com a proximidade do dia das bruxas, os demônios estejam à solta, tentando me caçar!).
Vai para o Twitter, cara! Lá está cheio de pseudo-acompanhante de luxo postando até vídeo de foda bem vulgar para conseguir clientes do seu nível (bem "bagaceira"!).


5- Cidadão que já dispensei no WhatsApp liga de outro número. Depois recebe um bloqueio no WhatsApp do número que já havia me contatado anteriormente e resolve me chamar de novo do número do qual me ligou, praticamente pedindo um fora explícito: machos, enquanto vocês não entenderem que nem toda "acompanhante de luxo" só quer dinheiro, sexo rápido e se aparecer em nudes e vídeos bagaceiras na internet, vocês irão tomar resposta grossa da minha pessoa. 

Sinto muito, mas a falta de bom senso, respeito a opção alheia e necessidade de um tratamento estúpido são todinhas de vocês! 


6- Sobre lugares para um "encontro perfeito", mas, convém ressaltar: homens vocês só tem o direito de desejar que eu use o meu cérebro para imaginar "qualquer coisa" com vocês se já tiverem vindo ao meu encontro algumas vezes e mostrado-se, no mínimo, "cativantes", fora isso, engulam seu lado "lúdico", porque eu dispenso! 

Meu WhatsApp existe para agendar encontros, não para desenvolver a minha imaginação. 


7- Quando o cara, além de financeiramente precário, é incapaz de ler um anúncio e acessar um site, mas fica animadinho pra passar vergonha! 
(R$ 300,00 não paga nem 30 ml do meu perfume!).

8- Então você tira uma "soneca" de algumas horas, acorda para olhar a hora e se depara com uma abordagem deste tipo! Tem gente que não tem vergonha de ser ridícula! Sobre a minha frase no perfil do WhatsApp? É do Freud: "O homem é dono do que cala e escravo do que fala. Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo." Se você não consegue entendê-la, por favor, nunca tente marcar um encontro comigo! Agradecida.

9- Não tenho paciência com macho que acha que eu não tenho o que fazer da vida pra ficar de mimimi com ele em WhatsApp! Tenho um site, c£€%*~! Acesse, obtenha informações, veja fotos e só me procure se quiser agendar! Ninguém me "ganha" ou consegue meu apreço para que eu agende um encontro, agindo desta forma, pelo contrário, esse dai já está com o nome e o sobrenome anotados no meu caderninho de "nunca encontrar", pois burro e sem habilidade para comunicação objetiva e uso do cérebro.

10- Todo dia um macho burro passando vergonha, porque não sabe ler direito!


11- Achei que o camarada queria debater sobre Política, Socialismo e a crise do sistema capitalista! 


12- Quando setembro chegou, para comemorar o fim de agosto, o capeta abriu as portas do inferno e deu meu número de celular para os macho!

13- A falta de bom senso de certos indivíduos me leva a crer que uma folha de alface é mais inteligente e "saudável" do que eles. 

14- Ah, tá! Meu número "dá net", foi lá que o "gênio" com plena inabilidade para comunicação objetiva e direta "conseguir" ele.

15- Homem sem graça, chato, querendo puxar papo desde ontem de noite, levou um discreto "acesse meu site e me procure outra hora" e hoje ressurge como um asno nojento! Um homem para não se imitar.



16- A tradicional "cantadinha" internacional. Eu, "a melhor"? Sim, claro! Eu sei muito bem disso!
Mandar fotos? Jamais! Já tenho um site para isso. O resto? Só me contratando.



17- E sobre a ausência de conteúdo explícito e/ou sexual/bagaceira nas minhas redes sociais (Twitter/Instagram/Facebook)? Eu sou acompanhante de luxo. Mas, antes de tudo eu sou uma mulher culta, inteligente e elegante. Sou muito devassa sim, mas com homens de fino trato, após beijos deliciosos!
Não preciso expor o meu lado "puta" para o mundo quando eu sou muito mais do que um corpo!
Sou uma alma livre. 
Sou escritora.
Sou advogada.
Sou especialista em Direito Constitucional e uma eterna professora de Direito.
Sou divertida, sarcástica e culta.
Não sou apegada à normas sociais. 
Já fui casada. Não quero filhos e para eu mudar de carreira, atualmente, será apenas para a realização de outros objetivos ou (se milagres ocorrerem na minha vida, o que não é uma expectativa e, menos ainda, um "sonho") por um homem milagrosamente especial.
Eu sou uma mulher que não tem vergonha de dizer o que gosta, mas que detesta exposição vulgar, pois não me interessam os homens que gostam disso. 
Os seletos homens que me cativam não precisam usar redes sociais para ver pornografia.
Cada mulher com sua predileção, portanto, "nudes" meus? Apenas no meu site, com muita classe e, claro, entre quatro paredes com um cavalheiro que mereça me ver, tocar e sentir.


Sim, eu sou diferente das outras. E isso só me orgulha, afinal, os homens dos quais eu gosto acessam o meu site e não me fazem pergunta idiota. 
(...)

Findo explicando a razão das aspas na palavra "homens" no título:
Para mim, criatura que não sabe dialogar, que não sabe abordar uma dama educadamente, que não consegue ler um anúncio e ser objetivo no diálogo é asno. E asno não são homens.
(Com o perdão dos inocentes burrinhos). 
Cláudia de Marchi
Brasília/DF, 26 de outubro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário